21 de agosto de 2017

CARRILLO A UM PASSO DO WATFORD

A Sky Sports revela esta segunda-feira que a mudança de André Carrillo para o Watford, a título de empréstimo, estará muito próximo de ser confirmada. 
De acordo com aquela publicação, o avançado peruano, de 26 anos, necessitará de um visto de trabalho para reforçar os hornets, algo que não deverá ser um problema, já que o jogador do Benfica é habitual presença na seleção peruana.
Caso se confirme a mudança, Carrillo reencontrará Marco Silva, técnico com o qual trabalhou no Sporting, em 2014/15. 
O técnico, refira-se, foi confrontado com o interesse no peruano na semana passada e, na altura, recusou tecer comentários sobre o tema. 
"Não quero falar sobre isso. 
Posso falar dos jogadores que já contratámos. 
Quando são nossos jogadores eu falo sobre eles. 
O Carrillo de momento é jogador do Benfica", disse o técnico na sexta-feira.

BENFICA 5-0 BELENENSES: JONAS ABRIU A PORTA DO GOLO E FECHOU ENCONTRO COM 'HAT-TRICK' NO BOLSO

"Velhos são os trapos". 
Se utilizamos esta expressão com regularidade ao mencionarmos nomes como Gianluingi Buffon, Zlatan Ibrahimovic ou Dani Alves, há um nome incontornável do campeonato português que também merece esta designação: Jonas.
O avançado brasileiro voltou a abrir o livro de magia e excelentes exibições frente ao Belenenses, ao marcar um hat-trick e fazer uma assistência na vitória 'gorda' por 5-0 do Benfica sobre os azuis do Restelo. 
Nada mal para um "trapo" de 33 anos.

O apito soou... e o Benfica marcou
Durou pouquíssimo tempo a resistência do Belenenses. 
A equipa de Domingos Paciência apresentou-se no Estádio da Luz com uma linha de três defesas mas nem teve tempo para respirar e impôr o seu sistema de jogo, isto porque foi apenas ao segundo minuto da partida que os 'encarnados' se adiantaram no marcador. 
E quem abriu a porta foi mesmo o suspeito do costume: Jonas.
Na marcação irrepreensível de um livre por Pizzi, ninguém acompanhou o avançado brasileiro que, de cabeça, fez o primeiro do encontro.
O Belenenses tentava reagir, colocando pressão na primeira fase de construção dos 'encarnados'. 
No entanto, esta decisão de fazer subir os seus jogadores abria vários espaços no miolo do clube de Belém, facilmente aproveitado pelos rápidos extremos e os inteligentes médios do Benfica, de onde se destaca Filipe Augusto, que substituiu Fejsa e esteve bem no capítulo das recuperações e início da fase de construção.
Não seria portanto surpresa quando o marcador voltou a mexer, desta feita por Salvio
O extremo argentino foi um dos grandes municiadores do ataque das 'águias', conseguindo realizar uma boa exibição, coroada com um grande golo à entrada da área.
E depois entrou o avançado sensação: Seferovic
O atacante suíço voltou a mostrar toda a sua frieza na cara do golo, depois de receber um passe subtil de Jonas e correr 30 metros onde, isolado, fez mais um golo antes do intervalo.

Segunda parte mais equilibrada mas com desfecho similar
A segunda parte acabou por ser mais equilibrada, com o Benfica a decidir colocar uma mudança abaixo, fruto do resultado gordo que se verificava ao intervalo.
No entanto, as tentativas do Belenenses de chegar à baliza 'encarnada' eram curtas e sem grande perigo. 
Bruno Varela não foi obrigado a intervir muitas vezes mas quando o fez, mostrou-se seguro entre os postes das 'águias', confirmando o bom momento de forma que está a passar.
O Benfica mostrou-se seguro e solidário, com toda a equipa a realizar processos simples e jogadas rápidas de contra-ataque e ataque continuado que deixavam os atletas do Belenenses sem saber como reagir.
E apesar das substituições realizadas por Rui Vitória, que poderiam levar a que o resultado não mais se alterasse, a verdade é que voltou a entrar em jogo o génio de Jonas.
O jogador acabaria por marcar mais dois golos, abrindo e fechando o resultado final e mostrando, uma vez mais, que não é pela virtude e irreverência da juventude que sempre se encontra o pote de ouro ou, neste caso, o pote de golo.

Momento-chave: Golo madrugador mudou o 'chip' do encontro
Se o Belenenses procurava impor o seu jogo, a verdade é que o primeiro golo do encontro, marcado logo no segundo minuto do encontro, acabou por mudar a forma como a equipa de Belém trabalhou no resto da partida e também a forma como os 'encarnados' cresceram na partida.

Os melhores:
Jonas: O atacante brasileiro fez uma excelente exibição, jogando e dando a jogar, marcando três golos e realizando uma assistência para o golo de Seferovic

Salvio: O extremo argentino foi um dos grandes destaques do Benfica, procurando quer pelo lado direito do ataque, quer pela zona central do terreno criar várias combinações ofensivas de sucesso. Acabou a partida com um golo marcado mas saiu lesionado.

O pior:
Defesa do Belenenses: A equipa do Restelo acusou o golo madrugador do Benfica e apesar de tentar sempre recuperar a bola e lançar jogadas de ataque, esbarrou sempre na melhor organização do Benfica, que controlou o jogo a seu bel-prazer.


15 de agosto de 2017

BENFICA PROCUROU, PROCUROU E SEFEROVIC ENCONTROU AS 'CHAVES' DOS TRÊS PONTOS

O Benfica venceu o Desportivo de Chaves por 1-0 com um golo no tempo extra marcado por Seferovic.
No encontro contra o Desportivo de Chaves na segunda jornada da Primeira Liga.
Em Trás-os-montes, a formação orientada por Rui Vitória teve de esperar até perto do fim para o suíço marcar o tento vitorioso.

Em casa do Desportivo de Chaves de Luís Castro, o clube da Luz apresentou-se sem alterações face ao último jogo do campeonato, Rui Vitória voltou a dar o ataque "encarnado" a
Jonas e Seferovic.
A dupla mostrou bons argumentos e recebeu novo voto de confiança.

O encontro começou tenso e com muita luta pela posse de bola.
Sem falta de apoio por parte do público para ambas as formações, os jogadores mostraram-se agressivos e duros para tentar ter domínio da bola.

O primeiro lance de perigo saiu dos pés de Pizzi.
O médio do Benfica rematou de fora da área para defesa apertada de Ricardo.
O guarda-redes da equipa transmontana estava atento e cortou para longe.

Aos 20 minutos, o Chaves esteve perto do golo depois de uma grande jogada de Matheus Pereira.
O extremo emprestado pelo Sporting fez uma "maldade" a Eliseu antes de tirar um grande cruzamento, mas o remate de Galvão saiu sem perigo.
Na resposta, o Benfica esteve perto do golo através de Salvio.
O argentino desmarcou-se bem da marcação e deu um ligeiro toque na bola por cima do guarda-redes do Chaves, mas Nuno Coelho cortou a bola em cima da linha.
O mesmo Salvio voltou a ficar frente a frente com Ricardo na marca da meia hora, mas voltou a não conseguir abrir a contagem.
O argentino recebeu o passe de Cervi da melhor forma e atirou por cima numa tentativa de chapéu.

Até ao intervalo ainda houve tempo para Seferovic tentar a sorte, mas Ricardo voltou a mostrar-se em grande nível para travar a iniciativas do avançado suíço.
O guardião foi muito rápido a sair aos pés do jogador das "águias".

Na segunda parte, ambas as equipas voltaram a entrar fortes.
No espaço de um minuto o golo esteve perto de ambas as balizas.
Primeiro, Jorginho atirou para uma grande defesa de Bruno Varela depois de Jardel ter falhado o corte.
Na sequência do lance, Jonas atirou ao poste depois de uma boa jogada de Salvio.
Aos 61’, Jorginho voltou a estar perto do golo depois de mais uma grande jogada de Matheus Pereira. O extremo conduziu a bola pelo meio-campo, fez um passe magistral, mas Jorginho rematou ao lado da baliza defendida por Bruno Varela.

O Benfica ia mantendo controlo do jogo embora se conseguir criar perigo gritante, mas o Desportivo de Chaves mantinha-se vigilante e à procura de sair em velocidade no contra-ataque.
Rui Vitória tirou Cervi para lançar Rafa numa altura em que o argentino se mostrava sem ideias e desgastado.

A 15 minutos do fim, o Benfica esteve muito perto de se colocar em vantagem no encontro.
Salvio arrancou pela direita, tirou um defesa do caminho e tentou o passe para Jonas encostar.
Nuno Coelho fez um corte providencial que ainda esteve perto de entrar na sua própria baliza.

Nos minutos finais o Benfica foi feliz com um golo marcado por Seferovic.
O jogador suíço respondeu da melhor forma ao passe de Rafa para, de calcanhar, marcar o golo que valeu três pontos aos "encarnados".
A movimentação do avançado deixou para trás o defesa para depois, em esforço, colocar  a bola por entre as pernas de Ricardo.

O Benfica conquista assim a sua segunda vitória na Primeira Liga e junta-se a FC Porto e Sporting no topo da classificação.
Depois da vitória frente ao SC Braga, os "encarnados" tiveram de sofrer para alcançar o triunfo em Trás-os-Montes.

RUI VITÓRIA: “GANHÁMOS COM MÉRITO E JUSTIÇA FRENTE A UMA GRANDE EQUIPA”

Rui Vitória afirmou que o Benfica é o justo vencedor do encontro entre os "encarnados" e o Desportivo de Chaves.
Na zona de entrevistas rápidas, o treinador do clube da Luz disse que o resultado foi justo e que poderia ter chegado mais cedo.

Nós queremos é ganhar. 
A forma como foi só deu corpo ao nosso jogo. 
A bola podia ter entrado a qualquer momento que teria sido justo. 
As análises serão feitas com base num golo no final, mas ganhámos com muito mérito e justiça frente a uma grande equipa”.

Questionado sobre se a equipa sofreu de ansiedade com a chegada do minuto 90, Rui Vitória foi perentório a dizer que não existe esse sentimento na sua equipa, mas sim uma constante procura de materializar situações de perigo.

Não há ansiedade. 
Há uma equipa que esteve sempre atras da vitória. 
Nós queremos é materializar em golo as jogadas que estávamos a fazer. 
Os que entraram corresponderam perante um bloco tao baixo como o do Chaves. 
É bom que fique claro que foi uma vitória justa”.

O técnico deixou ainda elogios aos seus jogadores que, na opinião de Rui Vitória, mostram o resultado dos trabalhos do dia-a-dia.

Esta equipa tem uma alma imensa, uma determinação e acredita em si de uma forma impar. Lutar até ao fim é a nossa forma de estar. 
E quem trabalha como nós merece. 
Os jogadores dão corpo ao trabalho coletivo”.

O Benfica venceu o Desportivo de Chaves por 1-0 com um único golo de Seferovic.
O tento vencedor chegou no tempo extra quando já todos pensavam num empate.

CHAVES-BENFICA TEVE DIREITO A DESCONTO DE TEMPO... MAS O PÚBLICO ASSOBIOU

Ao minuto 28' do Chaves-Benfica, Jorge Sousa apitou e fez o sinal de um desconto de tempo.
O gesto pareceu estranho aos olhos dos espectadores mas tinha uma razão de ser.
Mesmo antes da bola começar a rolar, o árbitro havia combinado com as duas equipas a existência de uma paragem técnica, que acabou por durar cerca de minuto e meio.

A interrupção não terá é agradado muito ao público presente no estádio que, talvez por desconhecer a situação, acabou por prestar alguns assobios quando Jorge Sousa apitou para o descanso.

O motivo para o desconto de tempo estará relacionado com o forte calor que se faz sentir em Chaves.

ELISEU CUMPRE JOGO 100 COM A CAMISOLA DO BENFICA

A visita ao terreno do Chaves desta terça-feira tem sabor especial para Eliseu.
O internacional português atingiu, frente aos flavienses, a marca dos 100 jogos de águia ao peito.

O defesa, de 33 anos, renovou recentemente contrato com os "encarnados" e cumpre agora a quarta temporada ao serviço do emblema da Luz.

No seu palmarés nas "águias" constam três Ligas, 2 Taças da Liga, 2 Supertaças e 1 Taça de Portugal.

10 de agosto de 2017

JÁ SE FAZ A FESTA NA CATEDRAL!

Dia de Futebol na Luz, regresso a casa do Tetracampeão, sinónimo de romaria e festa!
Dia de matar saudades do cheirinho da relva, do Futebol bonito, de sentir a Mística como só nós sentimos.

O Site Oficial saiu à rua e foi sentir o pulso nas imediações da Catedral…
E horas antes do início da partida desta noite entre SL Benfica e SC Braga (21h00), são já milhares os Benfiquistas… e não só (!) que se encontram no local.

E vêm de todo o Mundo, vestidos a rigor, numa espetacular miscelânea de línguas, cores e sabores… mas todos com a mesma ambição!
Aliás, o discurso foi semelhante entre todos aqueles com quem falámos, e houve até quem ficasse «ofendido» com uma questão:
Acredita no Penta?”, perguntámos nós!
Isso até me ofende! 
Isso nem se pergunta! 
Claro que sim!”, respondeu Manuel Pastor, emigrante no Estados Unidos (New Jersey) e que hoje veio à Luz juntamente com a família, original de Aveiro.

Quanto ao resultado para o arranque da I Liga: “O mesmo da Supertaça. 3-1 para o Benfica”, disse taxativo.

Junto à Estátua do Rei Eusébio, ponto de encontro para muitos Benfiquistas, encontrámos Dário Moreira.
Atualmente em Toronto, está de férias na Póvoa do Varzim, e hoje veio à Catedral com a família.

Fazemos sempre questão de vir ao Estádio da Luz quando estamos em Portugal. Também tentámos ir a Aveiro ver a Supertaça, mas os bilhetes já tinham esgotado. Agora vamos visitar o Museu e depois seguimos para ver o Benfica ganhar ao Braga”, disse dando o palpite para mais logo: “3-0”, atirou.

Da Porta 18 do Estádio da Luz, entrámos na área comercial.
Antes do jogo, os adeptos aproveitam o dia para conviver, ir à MegaStore fazer compras ou até mesmo para comprar bilhetes para os próximos jogos.
Na Loja do Sócio encontrámos a Maria Alice Rodrigues e a Maria Etelvina Pires.

Vimos de Cucujães, Oliveira de Azeméis, vimos sempre que conseguimos e fomos à Supertaça, começaram por dizer.
O Benfica ganha por 2-0 hoje, com golos de Jonas e Eliseu", perspetivaram.

É que de Cucujães está na Luz uma excursão de 85 pessoas, organizada por Abílio Costa.
É uma alegria. 
Somos um grupo, uma família. 
Este ano já conseguimos angariar perto de uma centena de novos Sócios”, disse.

Seguimos depois até à Fan Zone.
Os adeptos começaram a chegar bem cedo e o local estava cheio de Benfiquistas vestidos de vermelho e branco.

Famílias que vêm juntas ver a bola, portugueses, estrangeiros, emigrantes, todos juntos com o mesmo objetivo: apoiar o Sport Lisboa e Benfica.

Aí encontrámos a família Vítor!
Emigrantes no Luxemburgo… oriundos de Braga!
Qual o resultado? “3-0, rumo ao Penta”.
Curiosamente, um dos presentes era adepto de outro emblema…
O que faz um adepto do FC Porto hoje na Catedral?”, questionámos.
A minha mulher e filhas são do Benfica, tive de vir”, disse entre risos.

Perto da ponte pedonal que dá acesso ao recinto eram já muitos os que aguardavam a chegada do autocarro do Tetracampeão… olhares ansiosos, corações ao alto!

Faltam ainda algumas horas para o início da partida, mas festa já se faz e vai continuar a fazer-se.
É que hoje é dia de voltar a casa e saudar o Glorioso… e que saudades temos!

Fonte: SLBENFICA.PT

Benfica dá ordem de regresso a Talisca

Depois de ter reclamado ao Besiktas a "devolução" do atleta, os responsáveis encarnados transmitiram agora ao médio-ofensivo a obrigação de um retorno ao nosso país.

O Benfica reclama a falta de pagamento por parte do Besiktas dos dois milhões de euros acordados pela renovação do empréstimo de Talisca e, face ao diferendo com o emblema turco, ao qual já tinha exigido o regresso do atleta, notificou também, segundo apurou O JOGO, o próprio futebolista, ordenando-lhe que viaje para Portugal.

Com direito de renovar a cedência de Talisca por mais um ano, o Besiktas informou até publicamente ter exercido essa opção ainda antes do final de maio, mas acabou, de acordo com informações recolhidas pelo nosso jornal, por não enviar a documentação completa dentro do prazo estipulado (15 de Julho), falhando também o pagamento neste período dos dois milhões de euros estipulados.
O contrato tinha de ser assinado, além dos dirigentes do campeão turco, pelo próprio atleta.
E foi já no final do mês que o documento foi enviado para o Benfica com a assinatura de Talisca, numa altura em que o clube da Luz já tinha recorrido à FIFA.
Perante isto, as águias não enviaram o certificado internacional ao Besiktas e decidiram não introduzir a transferência no sistema internacional (o TMS).

Face à intransigência encarnada, o Besiktas avançou entretanto também para a FIFA, com Fikret Orman, presidente do clube turco, a negar a dívida e a garantir a continuidade do atleta em Istambul. Será assim o organismo que superintende o futebol mundial a resolver o diferendo, podendo optar por viabilizar o empréstimo, dando um prazo curto ao Besiktas para pagar, ou deixar a decisão a cargo do Benfica, permitindo que este renove o empréstimo ou fique com o jogador.

Fonte: O Jogo

FUTSAL: SPORTING E BENFICA DISPUTAM A SUPERTAÇA EM COIMBRA

Os jogos da Supertaça de futsal masculina e feminina serão disputados no Pavilhão Municipal Mário Mexia, em Coimbra, a 02 de Setembro, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol.

Na Supertaça de futsal masculino, o Sporting, vencedor da I Liga, irá medir forças diante do Benfica, vencedor da Taça de Portugal.

No feminino, o Benfica, campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal, irá jogar diante do Novasemente/Cavalinho, finalista vencido da Taça de Portugal.

O Pavilhão Municipal Multidesportos Mário Mexia, inaugurado a 28 de Abril de 2005, pode acolher até 2.239 espetadores, dos quais 1.348 em bancada fixa e 891 em bancada amovível.

7 de agosto de 2017

SETE MIL ADEPTOS DO BENFICA RESPONDERAM A RUI VITÓRIA

Cinco anos e meio depois, o Estádio da Luz voltou este domingo a ser palco de um treino aberto do Benfica.
A última vez havia sido em Fevereiro de 2012 e, esta manhã, foram 6.849 os adeptos que não quiseram faltar à 'chamada' de Rui Vitória.

Trinta e dois jogadores da equipa subiram ao relvado às 11H06 e foi de pé que os adeptos saudaram os tetracampeões que ontem conquistaram também a Supertaça frente ao V. Guimarães.
A equipa respondeu com uma vénia, sendo o nome de Luisão o mais ouvido nas bancadas.
No final da sessão de trabalho, pelas 12H25, nova salva de palmas na saída dos jogadores e do técnico.

Os lesionados Carrillo, Mitroglou, Zivkovic, Júlio César, André Horta saíram de seguida para prosseguir tratamentos, assim como Grimaldo (deixou ontem o relvado no jogo da Supertaça com queixas), Cervi e Jiménez que foram fazer trabalho de ginásio.

Contudo, após algum tempo no ginásio, Krovinovic, Zivkovic e André Horta voltaram ao relvado para efetuarem corrida e alguns exercícios tendo em vista a possibilidade de acelerarem para o regresso.

Depois da habitual corrida de aquecimento efetuada por todos, os exercícios arrancaram com bola, seguindo-se a habitual "peladinha".
No entanto, os titulares do jogo da Supertaça foram poupados aos exercícios mais exigentes do ponto de vista física e voltaram aos balneários mais cedo.

A preparação para a primeira jornada da Liga NOS, diante do Sp. Braga, prossegue amanhã, novamente no Seixal.