24 de setembro de 2016

18 factos que deve conhecer antes do Chaves x Benfica

Depois de vencer o Braga, em casa, o Benfica desloca-se a Chaves para um duelo com o emblema local, em jogo a contar para o campeonato nacional.
O zerozero dá-lhe a conhecer os dados estatísticos do encontro:

Chaves e Benfica vão defrontar-se pela 30.ª vez na história.
A vantagem é dos encarnados, que venceram 23 jogos, enquanto os flavienses triunfaram apenas três vezes.

Em casa, o Chaves já defrontou o Benfica por 13 vezes, tendo conseguido aí os seus únicos triunfos frente aos encarnados.
Estes, ainda assim, triunfaram nove vezes em Trás-os-Montes.

14 de Dezembro de 1998.
Foi nesta data que o Benfica se deslocou pela última vez a Chaves.
Nessa altura, a equipa então orientada por Graeme Souness goleou por 0x4, com um hat-trick de Nuno Gomes e um golo de Tahar.

A última vitória do Chaves sobre o Benfica aconteceu em marco de 1997, quando a equipa então comandada por José Romão venceu por 3x1.

Chaves não recebe um dos chamados três grandes desde Dezembro de 2007.
Na altura, os flavienses receberam o FC Porto em jogo da Taça de Portugal e perderam por 0x2.

O Benfica venceu os quatro últimos duelos frente aos flavienses.

As duas equipas estão ainda invictas neste campeonato, sendo as únicas com esse estatuto na prova.

Em casa, o Chaves empatou os dois jogos que realizou neste campeonato.

Os flavienses não vencem em casa na Liga Portuguesa há dez partidas.
A última vitória foi frente ao Campomaiorense, em Janeiro de 1999 (3x2).

Juntando os jogos da época passada, ainda na Segunda Liga, o Chaves soma quatro empates consecutivos em casa.

A equipa flaviense não perde em casa há 25 jogos.
A última derrota foi em Agosto de 2015, frente ao Varzim, na Taça da Liga.

O Chaves não sofreu golos nos três últimos encontros.

O Benfica venceu as três deslocações realizadas neste campeonato, marcando sempre, pelo menos, dois golos nesses jogos.

Os encarnados somam um total de 14 vitórias seguidas fora de casa na Liga: se voltarem a vencer igualam o recorde de triunfos consecutivos na competição.

O Benfica não perde fora na Liga há 18 jogos.
A última derrota foi já há mais de um ano.

As águias não perdem no campeonato nacional há 17 jogos (16 vitórias e um empate).

O Benfica soma três vitórias na Liga Portuguesa, a melhor sequência atual da Liga, a par do Rio Ave.

A equipa de Rui Vitória sofreu golos nos quatro últimos jogos do campeonato.

RAPHAEL GUZZO: «AINDA SERIA MAIS ESPECIAL SE PUDESSE JOGAR O CHAVES-BENFICA»

O encontro entre o Chaves e o Benfica, as duas únicas equipas invictas no campeonato, terá um espectador bem atento em Espanha.
De coração divido, entre o clube da sua cidade e o que o formou como jogador e como homem, Raphael Guzzo, tem o lugar reservado no sofá para assistir a um jogo "muito especial."
"Não vou torcer por ninguém porque tenho muito respeito pelos dois, mas tenho a certeza que vai ser um grande jogo", começou por dizer o médio do Reus, da Segunda Liga espanhola, em declarações a Record, confessando: "Seria ainda mais especial se o pudesse jogar!"

Depois de ter dado os primeiros pontapés na bola com a camisola do Chaves, o jovem luso-brasileiro mudou-se para o Benfica com 14 anos, onde jogou em todos os escalões de formação.
Em 2014, regressou a casa, por empréstimo das águias, numa experiência que o marcou para sempre. ""Foi uma época que me valorizou muito, joguei o Mundial sub-20, renovei contrato com o Benfica e fiz a pré-época. 
Uma aposta ganha, sem dúvida! 
Marcou-me bastante por estar na minha cidade, onde tenho a minha família e amigos. 
Tornou-se tudo muito mais fácil. 
Só uma temporada que só pecou por não termos conseguido subir à Primeira Liga. 
Queria ter o meu nome na história do Chaves, mas saí de consciência tranquila. 
Tudo fiz para orgulhar as pessoas e fazê-las ver que o jogador da terra deve ser valorizado", frisou o jogador, de 21 anos.

Falhada a promoção em 2014/15, o Chaves conseguiu esta época voltar ao convívio dos "grandes" e, para já, está a surpreender.
A equipa de Jorge Simão ainda não perdeu e ocupa o 6.º lugar, com duas vitórias e três empates. "Para uma equipa que subiu, tem estado muito bem. 
É de Primeira Liga em tudo, desde o o clube em si até aos adeptos. 
Dá as melhores condições aos funcionários", considerou, sublinhando entre risos:
"Até a comida é fantástica!"

Apesar de não adiantar prognósticos, Guzzo espera ver um grande espetáculo, que o Chaves consiga dar sequência ao bom momento e que o Benfica "seja campeão."

14 de setembro de 2016

Talisca queixa-se de falta de respeito do Benfica

O médio brasileiro Anderson Talisca negou hoje que tenha saído do Benfica por dinheiro, em resposta ao presidente, Luís Filipe Vieira, e queixou-se de ter sido desrespeitado pelo clube "encarnado", que o emprestou ao Besiktas.

"Desde as férias que já sabia que não ia ficar, mas gostaria de deixar um recado ao presidente e ao vice-presidente Rui Gomes da Silva. 
Não fiquei contente que uma coisa que me fizeram e que foi uma grande falta de respeito para comigo. 
A minha filha tinha nascido há seis dias e pagaram a toda a gente menos a mim. 
Quando uma pessoa trabalha de forma correta merece ser respeitada", afirmou.

Talisca falava à Sport TV, no Estádio da Luz, depois de ter marcado o golo do empate do Besiktas frente ao Benfica (1-1), na primeira jornada do Grupo B para a Liga dos Campeões.

"Não marquei o meu golo por vingança, mas por orgulho próprio. 
Houve várias pessoas do clube que me criticaram, que vieram dizer que saí do Benfica por causa de dinheiro e isso é uma mentira", disse Talisca após a partida com o Benfica.

Talisca foi emprestado pelo Benfica ao Besiktas por uma época, com opção de compra no final desta.

BENFICA E SPORTING TROCAM MENSAGENS DE BOA SORTE NO TWITTER

Sporting e Benfica trocaram esta terça-feira mensagens simpáticas de apoio mútuo no Twitter, antes da estreia das equipas portuguesas nas competições europeias.

Os leões começaram por desejar sorte às restantes três equipas portuguesas que vão marcar presença na Europa em 2016/17 - Benfica, FC Porto e Sp. Braga - e as águias responderam à letra, desejando que seja mais uma época de prestígio para o futebol português.

Fonte: record.pt

Escolhido o árbitro que vai apitar o Benfica-Sporting de Braga

Jorge Sousa foi nomeado para apitar na segunda-feira o Benfica-Sporting de Braga, o jogo "grande" da quinta jornada da I Liga portuguesa, anunciou hoje o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

No Estádio da Luz, o árbitro da Associação de Futebol (AF) do Porto vai ser auxiliado por Álvaro Mesquita e Ricardo Jorge Santos, enquanto Rui Costa será o quarto árbitro.

No domingo, a deslocação do líder Sporting ao terreno do Rio Ave vai ter dirigida por João Pinheiro, da AF de Braga, enquanto o Tondela-FC Porto será apitado por Hugo Miguel, da AF de Lisboa.

Destaque ainda para o derby madeirense, entre Nacional e Marítimo, que será arbitrado por Bruno Paixão, da AF de Setúbal.

Programa da quinta jornada:

Sexta-feira, 16 Setembro:
Nacional – Marítimo, Bruno Paixão (AF Setúbal)

Sábado, 17 Setembro:
Estoril-Praia — Moreirense, Gonçalo Martins (AF Vila Real)
Vitória de Setúbal – Paços de Ferreira, Manuel Mota (AF Braga)
Vitória de Guimarães — Belenenses, Manuel Oliveira (AF Porto)

Domingo, 18 Setembro:
Arouca – Desportivo de Chaves, Luís Ferreira (AF Braga)
Boavista — Feirense, Bruno Esteves (AF Setúbal)
Tondela – FC Porto, Hugo Miguel (AF Lisboa)
Rio Ave — Sporting, João Pinheiro (AF Braga)

Segunda-feira, 19 Setembro:
Benfica – Sporting de Braga, Jorge Sousa (AF Porto)

Liga proíbe bilhetes a 80 euros para o Chaves-Benfica

Não é caso isolado.
Aliás: “tem barbas”.
Na época 1999/2000, quando o Sporting venceu (ao fim de 18 anos) o campeonato, os bilhetes para o Salgueiros-Sporting (na última jornada; à mesma hora o FC Porto discutia o título em Barcelos) custavam até 30 contos — ou 150 euros.
Sempre que os “grandes” (Benfica, Sporting e FC Porto) se deslocam ao estádio dos “pequenos”, os preços dos bilhetes inflacionam-se.

E voltaram a inflacionar-se para o Chaves-Benfica.
Mais ou menos.
Para quem é sócio do Chaves, não.
A esses, o bilhete custa cinco euros.
E aqueles que são detentores do cartão “gold” nem entrada pagam.
Mas para o adepto comum, ir ao estádio Municipal de Chaves pode ser tão caro como ir assistir à ópera no Scala, em Milão.
Ou mesmo (e falando de futebol) como ir assistir a um jogo da Liga dos Campeões.
Os bilhetes para o topo sul custam 26 euros, para a bancada central descoberta 36 euros, chegando aos 80 euros na bancada central com cobertura.

Poucas horas depois de, ao final da manhã desta segunda-feira, o Chaves ter colocado o preço dos bilhetes na sua página oficial de Facebook, as críticas ao valor cobrado foram muitas.
Mais de 400 comentários (quase todos depreciativos) em quatro horas.
Alguns diretos: “Acho isto das coisas mais vergonhosas de sempre, estes preços são absurdos e desajustados. 
Mas vamos ao estádio do Chaves ou ver a meia-final da Liga dos Campeões?” Outros mais sarcásticos: “Percebe-se estes preços: o Chaves tem umas condições brutais, ambas as equipas praticam um futebol de excelência e o estado do terreno é superior aos melhores da Europa. Tudo junto só podia dar nisto.”

Entretanto, o Chaves, também no Facebook, anunciou que a “bancada central descoberta está esgotada para o jogo com o SL Benfica”, mas retirou da página o valor dos bilhetes (80 euros) para a bancada coberta.
E tudo porque a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) proibiu os valores pedidos pelo clube flaviense.
Segundo os regulamentos da LPFP, o estádio do Chaves é considerado de “Nível 3”, sendo o preço mais alto autorizado de 30 euros mais IVA, ou seja, 36,90 euros.

O Chaves-Benfica diz respeito à 6ª jornada da Primeira Liga NOS.
O encontro vai disputar-se no sábado, 24 de Setembro, às 18h15.

12 de setembro de 2016

Braga vai à Luz colado ao Benfica

O Braga ascendeu hoje ao segundo lugar da I Liga portuguesa de futebol, a dois pontos do líder Sporting, ao bater em casa o Boavista por 3-0, em encontro da quarta jornada.

O egípcio Hassan, aos 29 minutos, Pedro Santos, aos 62, de grande penalidade, e Wilson Eduardo, aos 68, selaram o triunfo dos arsenalistas, que somaram o primeiro triunfo em casa, depois do empate a um com o Rio Ave.

Na classificação, o onze de José Peseiro tem os mesmos 10 pontos do Benfica, mas melhor diferença de golos (8-2 contra 8-3), sendo que na próxima ronda defronta precisamente os encarnados, no Estádio da Luz.

chapéu de Saponjic dá triunfo ao Benfica B

O Benfica B venceu o Ac. Viseu, no Seixal, em jogo a contar para a 6ª jornada da Liga.

Triunfo das jovens águias por 2-1 que coloca o conjunto de Hélder Cristovão no sexto luga da II Liga com 11 pontos.

Um golo de Heriberto, o terceiro esta época, colocou o Benfica B na frente aos sete minutos, só que perto do intervalo, aos 41 minutos, Zé Pedro igualou para os visitantes.

O jovem avançado das águias já tinha marcado ao Gil Vicente e ao Desp. Aves, este último na passada jornada.
Desta vez, atirou do meio da rua para abrir a contagem.

Já no segundo tempo, Saponjic fez o 2-1 para as águias.
O avançado sérvio isolou-se e fez um chapéu ao guarda-redes do Ac. Viseu.

Foi este o «onze» com que o BENFICA B iniciou a partida:
André Ferreira
Buta
Rúben Dias
Kalaica
Yuri Ribeiro
Pepê, Guga
João Carvalho
Diogo Gonçalves
Heriberto
Saponjic;

Besiktas prepara Benfica com apenas uma baixa

O Besiktas treinou este domingo com vista ao jogo com o Benfica, esta terça-feira, no Estádio da Luz, que marcará, para as duas equipas, o arranque da Liga dos Campeões 2016/17.

O avançado internacional pela Arménia Aras Ozbiliz é o único jogador do grupo que trabalha à parte, estando a recuperar de uma lesão.

A comitiva turca, onde se incluirá, certamente, o português Ricardo Quaresma, além do ex-benfiquista Talisca e o ex-portista Aboubakar, viaja para Portugal esta segunda-feira ao meio dia.

Pelas 19 horas está marcada a conferência de imprensa de antevisão do encontro com os encarnados, sendo que meia hora mais tarde há treino de adaptação à Luz.

KALAICA CUMPRE NA ESTREIA

Sob o olhar atento dos olheiros de At. Madrid, Man. United e Génova – o presidente encarnado, Luís Filipe Vieira, e o jovem José Gomes também assistiram à partida –, Kalaica cumpriu ontem os seus primeiros 90 minutos de águia ao peito na equipa B, na vitória (2-1) sobre o Ac. Viseu.

Com apenas 18 anos, o reforço contratado ao Dínamo Zagreb revelou-se sempre muito tranquilo e forte no jogo aéreo, arrancando ainda um corte providencial a negar o golo a Zé Pedro (59’).
Apesar de não ter sido responsável no golo dos visitantes, poderia, no entanto, ter feito melhor.
No final, Hélder Cristóvão explicou ter sido Rui Vitória a pedir que o croata jogasse.

Fonte: record.pt